Devaneios de uma Engenheira Florestal

As Árvores Mais Interessantes do BRASIL

Como eu tinha prometido. Aqui esta o post sobre as “As Árvores Mais Interessantes do BRASIL”. Árvores maravilhosas tanto pelas suas peculiaridades como pela história que se esconde por trás delas.

Venha passear pelo nosso Brasil ;)

Jequitibá, o Guardião da Floresta

O Jequitibá é nativo da Mata Atlântica. Essa espécie possui um exemplar com o  maior diâmetro registrado de 7,10 m no país. Um dos Jequitibas que se encontra no Parque Estadual do Vassununga em São Paulo, pode ser a árvore mais antiga do Brasil, estima-se que o exemplar tenha entre 500 e 3000 anos.

Fonte: ÁRVORES GIGANTESCAS DA TERRA E AS MAIORES ASSINALADAS
NO BRASIL

Peroba de Campo, Nosso Majestoso Gigante

Obs:Fotos ilustrativas da espécie.

O Brasil também possui árvores grandes, não competem com as sequóias norte americanas (que passam dos 100m de altura), mas não deixam de ser majestosas e belas.

Um dos exemplares da Peroba de Campo, representa a maior  árvore do Brasil já registrada, com 65 m de altura. A Peroba de Campo é nativa da Mata Atlântica e ocorre no Sul da Bahia, Espírito Santo, Minas Gerais e norte do Rio de Janeiro.

Não achei localização desse exemplar com 65m de altura, se alguém souber, avise ;)

Fonte: ÁRVORES GIGANTESCAS DA TERRA E AS MAIORES ASSINALADAS
NO BRASIL
, Arvores do Brasil

Cajueiro Pirangi, Uma árvore Curiosa

O maior cajueiro do mundo, está localizado na Praia de Pirangi do Norte no município de Parnamirim, à 12 km ao sul da capital Natal, no estado do Rio Grande do Norte. A árvore cobre uma área de aproximadamente 8500 m²,com um perímetro de aproximadamente 500 m e produz cerca de oitenta mil cajus por ano. O cajueiro foi plantado em 1888, por um pescador chamado Luiz Inácio de Oliveira; o pescador morreu, com 93 anos de idade, sob as sombras do cajueiro.

O crescimento da árvore é explicado pela conjunção de duas anomalias genéticas. Primeiro, em vez de crescer para cima, os galhos da árvore crescem para os lados; com o tempo, por causa do próprio peso, os galhos tendem a se curvar para baixo, até alcançar o solo. Observa-se, então, a segunda anomalia: ao tocar o solo, os galhos começam a criar raízes, e daí passam a crescer novamente, como se fossem troncos de uma outra árvore. A repetição desse processo causa a impressão de que existem vários cajueiros, mas na realidade trata-se de dois cajueiros. O maior, que sofre da mencionada anomalia, cobre aproximadamente 95% da área do parque; existe também um outro cajueiro, plantado alguns poucos anos antes, que não sofre da anomalia.

Fonte: Wikipédia

Ipê Amarelo, Beleza em Qualquer Situação

Essa reportagem deu origem ao nome do blog.

Pau Brasil, A Mais Nobre das Árvores

O pau-brasil, Caesalpinia echinata Lam., é a árvore nacional
de acordo com a Lei n. 6.607 de 07/12/1978 e, três de maio -
dia do Pau-brasil. Nosso país é o único do mundo que possui o
nome de uma árvore chamada pelos índios de Ibirapitanga (pauvermelho) e, pelos portugueses, de Brasil. Trata-se de espécie da Mata Atlântica, que na época do descobrimento era abundante no litoral brasileiro, principalmente no trecho do Rio de Janeiro, Bahia e Pernambuco.

O pau-brasil foi nossa primeira fonte de riqueza para
exportação (ciclo do Pau-brasil ) da nova terra, até que a cana-deaçúcar ocupasse o novo ciclo econômico (Sodré 1985).
Juntamente com papagaios e araras, o pau-brasil foi enviado
ao Rei de Portugal como amostra de mercadoria de valor para os comerciantes portugueses visava utilizá-lo especialmente para a extração da tinta.O paubrasil é considerado uma espécie botânica em perigo de extinção (Mello Filho et al. 1992).

Fonte: Pau Brasil

Araucária, Símbolo da Serra

A araucária gigante está localizada em uma área particular de 1,4 mil hectares, onde existem cerca de 80 mil araucárias de todos os tamanhos. Para chegar até ela, é preciso andar por 15 minutos em um caminho rodeado de enormes xaxins.

Fonte: Diário Catarinense

Velha Figueira, Guardiã da História

A Velha Figueira não pode passar despercebida por quem passeia por Florianópolis.

Conta-se que a Figueira Centenária tenha nascido em 1871, dentro de um pequeno jardim circular, em frente à Igreja Matriz. Em 1891 foi transplantada para a Praça XV de Novembro, onde se encontra até hoje. A árvore sobre a qual se referem os versos ilhéus possui diversas superstições e simpatias a seu respeito. Seus grandes galhos se estendem por boa parte da Praça XV de Novembro, e hoje são sustentados por hastes de metal, que preservam a estrutura da velha árvore, e que proporciona ótima sombra para os que estão de passagem pela Praça XV.

Fonte: Ecoviagem

Essa é só uma pequena amostra de como o nosso país possui árvores lindas, deslumbrantes e curiosas. Evidente que falta muitas árvores aqui, por isso conto com a ajuda de você leitor para completar essa lista. Mande sugestões de árvores interessantes nacionais que não foram citadas nesse post.

Esse Brasil é mais bonito do que você imagina.

About these ads

2 respostas

  1. Érica

    Por isso que na viagem tds os seus chutes era Jequitibá! hehehe

    08/05/11 às 12:56

  2. Gostei do seu blog, texto inteligente e bem explicado, quero te seguir , mas não estou sabendo como, me explica. segue o meu ae por favor:

    http://comentariocriticoo.blogspot.com

    manda para meu blog como te seguir .

    10/05/11 às 13:02

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 33 outros seguidores